Por uma intervenção militar na Venezuela liderada pelo Brasil em 2019.

Intervenção militar? Como assim? Guerra, batalhas? Vidas em risco? Talvez não nos demos conta, mas a liberdade tem um preço. Sempre teve, na verdade, e este preço nunca foi baixo. Nunca estivemos tão próximos de poder ajudar aos cidadãos Venezuelanos e indiretamente a outros cidadãos da América Latina como estamos agora.

Neste exato momento, no início de 2019, nos encontramos em posição de sim acionarmos as forças armadas brasileiras para uma ação que pode mudar não apenas o rumo da história da América Latina, mas também a história do Brasil e dos brasileiros neste continente.

brasil_venezuela_invasion_2019

Não se trata de direita ou de esquerda, do controle sobre os recursos naturais do país vizinho ou de uma demonstração de poder regional para o mundo ver. Afinal, há ditaduras que se declaram de direita há as que se declaram de esquerda. Há, inclusive, ditaduras que promovem o bem-estar geral de uma nação. Mas não é o que acontece na Venezuela de hoje, início de 2019, com uma ditadura baseada no narco tráfico que se diz de esquerda. O que acontece hoje na Venezuela é um caos moral, social e econômico, que transforma a vida de milhões de pessoas em uma tragédia dramática pela sobrevivência. Hoje.

“Mas somos uma nação pacífica”, muitos podem alegar. Embora possa ter sido verdade no passado, isso não é verdade na atualidade. Hoje somos uma das nações mais violentas do mundo, com mais de 60 mil assassinatos por ano, volume comparável ao de muitas guerras, infelizmente. A realidade é que já estamos prontos para uma guerra porque a vivemos diariamente por todo o Brasil. Ou não há uma batalha em andamento neste exato momento no Ceará?

“Mas se já estamos em guerra, precisaremos de mais uma?” Invadir a Venezuela com o Exército, a Marinha e a Aeronáutica brasileira, apoiada ou não por exércitos de outros países, nos permitiria não apenas ajudar a um país vizinho imerso no pior pesadelo da sua história. Nos permitiria também aprender sobre as nossas próprias guerras, sobre as nossas próprias batalhas e capacidades para defendermos a liberdade que almejamos também para nós.

Há muito desconfio que uma ação militar brasileira seria necessária na Venezuela. Hoje me sinto envergonhado por não fazermos nada. Ingenuamente, achava que os Venezuelanos poderiam se sentir ofendidos com forças estrangeiras entrando em seu país. Ledo engano. Conversando com colegas Venezuelanos exilados dentro e fora de seu país, vejo o desespero em que se encontram e a esperança que eles têm que países amigos, como o Brasil, lhes ajudem a sair do pesadelo em que se encontram.

Advertisements

One thought on “Por uma intervenção militar na Venezuela liderada pelo Brasil em 2019.

  1. Não acho que deva existir qualquer tipo de interferência externa. Quem precisa resolver o problema da Venezuela é a própria Venezuela e seu povo, assim como o Brasil precisa resolver os problemas que tem sem qualquer tipo de interferência de outros países.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s